quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Primeira Postagem de 2008: Passado, Presente, Futuro...

Durante esse mês de Janeiro, pensei em escrever logo uma postagem inicial deste novo ano, mas não tinha nenhuma idéia e muito menos a inspiração ou motivação necessária para fazer isso.

Mas olhando para esse novo ano que se inicia, lembro-me de algo que me retira da inércia e me coloca em movimento: o tempo...

Quero escrever um pouco sobre o que tenho lido sobre isso ultimamente, não no sentido da administração do tempo propriamente dito, mas sobre o viver o presente, pois o passado já não volta mais e o futuro ainda não chegou.

Ouvi certa vez alguém dizer que, a humanidade sofre hoje de uma Amnésia Espiritual Grave, ou seja, se esquecem das experiências boas (aquelas que, se usadas adequadamente, nos impedem de dizer que somos incapazes, que não prestamos, que a vida não presta...), também se esquecem do conhecimento adquirido através dos erros do passado (que são os nossos maiores professores e como dizem alguns: "O Passado é o profeta do presente e do Futuro"), Mas nunca se esquecem dos erros passados (que não voltam mais e não podem ser desfeitos e nem corrigidos, podendo-se tratar apenas das conseqüências geradas através deles.

Se conseguirmos utilizar o passado em nosso favor, conseguiremos com certeza obter forças para vencer as adversidades (pois já passamos por tantas, o que seria uma a mais ?), também conseguiremos obter esperança de dias melhores e principalmente, conseguiremos dirigir nossos acertos através da correção das atitudes que geraram erros no passado.

Tanto pode ser feito quando adotamos a visão correta sobre o tempo, talvez seja até por isso que o Rei Davi disse a Deus certa vez: "Ensina-nos a contar os nossos dias de tal maneira que alcancemos corações sábios. " (Salmos 90:12)

Algo que também gostaria de mencionar é a relação do presente com o futuro.

Para isso, adotarei um raciocínio que até poderá parecer lógico e simplório demais, mas que se passasse por nossas mentes constantemente, certamente não precisaria ser relembrado agora.

Vamos lá, se pararmos para pensar que nosso presente é o futuro do nosso passado, será que podemos dizer que estamos vivendo da maneira que planejamos naquela época ou até da maneira que gostaríamos de estar vivendo ?

Logo, o futuro é construído no presente, pois plantamos as sementes do futuro que queremos viver no hoje e começamos a construir a estrada que nos levará a jornada futura também no hoje.

Dessa forma, gostaria de falar brevemente sobre dois aspectos envolvidos nesse processo: a fé e as ações baseadas na fé.

Creio que é importante orar e pedir a Deus um bom futuro, mas creio também que precisamos saber se o que planejamos está em consonância (sintonia) com a vontade de Deus, pois se semearmos no Espírito iremos colher benção, mas se semearmos na carne colheremos corrupção.

Para isso, deixo alguns versículos que ilustram isso e mostram que essa atitude é bíblica e assim sendo, correta aos olhos de Deus.

"Ensina-me a fazer a tua vontade, pois tu és o meu Deus; guie-me o teu bom Espírito por terreno plano (Caminhos retos, em outra versão) " (Salmos 143:10)

Note a ênfase que procurei dar em procurar saber a Vontade de Deus, e ainda mais, ser ensinado a Fazê-la, também observe a direção do Espírito Santo, que é prometida por Deus em João 16:13, onde o Senhor Jesus diz que o Espírito nos guiará em toda a Verdade, e em Romanos 8:14, Paulo ainda vai além, dizendo que os filhos de Deus são guiados pelo Espírito de Deus.

Creio que não basta apenas saber a vontade de Deus, mas procurar conhecer as diretrizes, conselhos e mandamentos de Deus para nós quem nos levará a não somente buscar saber a vontade de Deus, mas obedecer e crer para viver a vontade de Deus, dirigindo os nossos passos em direção à vontade de Deus para a nossa vida.

"Ao homem pertencem os planos do coração; mas a resposta da língua é do Senhor."
(Provérbios 16:1)

"Eia agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã iremos a tal cidade, lá passaremos um ano, negociaremos e ganharemos.
No entanto, não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois um vapor que aparece por um pouco, e logo se desvanece.
Em lugar disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo. "
(Tiago 4:13-15)

No mais, termino essa meditação dizendo que, temos que valorizar o presente, que é como uma dádiva dada por Deus para nós, a qual é como o Maná que o povo de Israel recebeu de Deus no deserto, provisão apenas para o hoje.

Se deixarmos que o passado nos sufoque no presente (todas as dificuldades, frustrações, mágoas, oportunidades perdidas), não conseguiremos viver o presente, e da mesma forma, se deixarmos que a ansiedade pelo futuro nos inunde (todos os planos, metas, sonhos) e não seja canalizada da melhor maneira (como esperança, como força motivadora para viver melhor o hoje e se preparar da melhor forma e calmamente para o amanhã), também não conseguiremos viver o hoje.

"Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal." (Mateus 6:34)

" Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças;
e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus."
(Filipenses 4:6-7)

"Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas vou prosseguindo, para ver se poderei alcançar aquilo para o que fui também alcançado por Cristo Jesus.

Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante,

prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus."
(Filipenses 3:12-14)

"Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente. "
(Hebreus 13:8)

2 comentários:

Paulo Costa disse...

Excelente postagem, amigo Júlio! Muito discernimento, sabedoria e perspicácia! Um tema cativante e de particular importância para todos os seguidores de Cristo.
Abraço fraterno!

Éverton Vidal disse...

Já havia lido antes, mas nao comentado. Vale dizer que admiro seus posts sempre ponderados, convictos e inteligentes.
Abraço!
Inté!